Cana-de-açúcar com garantia de escoamento

Cana de açúcarNa abertura da V Feira Regional dedicada ao produto e realizada nos Canhas, o secretário regional do Ambiente e Recursos Naturais, Manuel António Correia, sossegou os produtores, referindo que “as intenções de compra por parte dos engenhos já superam a produção estimada”.

De acordo com o governante, apesar dos últimos temporais que assolaram a Madeira e da expectativa que surgiu a uma determinada altura de que “haveria um ligeiro decréscimo na produção, os últimos dados apontam para uma manutenção da produção em relação à que existiu no ano passado, que foi quase de 5.800 toneladas”.

Nesse sentido, é esperado “um ano bom”, “normal” e com “escoamento garantido”.

Deste modo, sublinhou Manuel António Correia, o sector da cana-de-açúcar está a “contribuir bem” para a economia regional e também para “a situação social de muitos produtores que dependem no total ou parcialmente dessa produção”.

O secretário regional do Ambiente e Recursos Naturais referiu que tem existido um aumento grande da produção, lembrando que, em 2000, foram produzidas 2.800 toneladas. No ano passado, como já foi referido, chegou-se às 5.800. Uma realidade que, tal como salientou Manuel António Correia, permite já a exploração de novas potencialidades para cana-de-açúcar, assim como a procura de novos mercados.

Neste âmbito, os visitantes deste ano podem já experimentar o sumo de cana fresco, obtido a partir de duas máquinas disponibilizadas na feira. Uma prova que, de acordo com o secretário do Ambiente também é oferecida pelos engenhos de cana da Calheta e em unidades hoteleiras da Região […].
DN11/04/2010

Advertisements

%d bloggers like this: