Espinho 0 – Pontassolense 2

Pontassolense vence e convence em Espinho

Não merece qualquer discussão a vitória arrancada pelo Pontassolense, num jogo em que estava em causa a disputa pelo segundo lugar. Os madeirenses souberam montar a estratégia ideal para se superiorizarem aos tigres e, com um golo em cada parte, conquistaram merecidamente os três pontos, festejados efusivamente.

O início ficou marcado por algum equilíbrio, mas, aos poucos, os insulares começaram a descer com grande convicção até à área contrária e, depois de Glauco ter avisado com um cabeceamento perigoso, chegaram ao primeiro golo. Aos 31′, Carlo rematou ao poste e, na recarga, Zeca desfeiteou Marcelo Galvão.

O Pontassolense foi para o intervalo a vencer e foi no início da segunda parte que teve o período em que foi mais difícil segurar a vantagem. Os tigres entraram com pujança e estiveram à beira do empate, num remate de cabeça de Hélder Vasco. A partir dos 60′, os madeirenses sacudiram a pressão e voltaram a fazer das suas. Mário Rondon, em jogada individual, ameaçou o 2-0, que aconteceu pouco depois. Num canto de Adriano, Glauco desviou ao primeiro poste. Até ao final, o Pontassolense geriu a vantagem sem problemas de maior.

Reacções

Jorge Paixão (Pontassolense): “Fizemos um grande jogo. Era muito importante: se ganhássemos ficávamos em segundo lugar. A equipa mostrou muita qualidade”.

Pedro Barny (Espinho): “Fiz algumas alterações, e o jogo acabou por ser uma experiência mal sucedida”.

DN:05/05/08

Advertisements

Etiquetas:


%d bloggers like this: