Ponta do Sol com menos um milhão em 2008

30_11_2007.jpgA Câmara da Ponta do Sol vai ter menos um milhão de euros no orçamento de 2008 comparativamente ao ano que termina. O documento está concluído e as verbas cifram-se aproximadamente nos 15 milhões de euros para apoios e investimentos nas três freguesias do município.

A redução de despesa camarária e o garrote financeiro que o Governo da República impôs às autarquias, são as razões apontadas pelo presidente Rui Marques para justificar este corte substancial.

A proposta de orçamento deverá ser submetida a votação na próxima reunião de câmara, marcada para o dia 12 de Dezembro, não se prevendo grandes surpresas no desfecho final da votação. Ainda assim e a prever alguma reacção da oposição, o presidente adianta que face às actuais condições este é “o orçamento possível” na linha política do executivo, e que “naturalmente contará com apoio do governo regional através de vários contratos-programa que temos previsto estabelecer”.

O destaque do orçamento para o próximo ano será a grande fatia destinada no melhoramento das acessibilidades internas. Entre adjudicados e previstos para 2008 contam-se 12 caminhos municipais distribuídos entre Madalena do Mar, Canhas e Ponta do Sol. Nos Canhas o plano de actividades contempla igualmente o melhoramento do reforço do abastecimento de água potável e a introdução rede de esgotos.

Rui Marques sublinhou que a par deste investimento, a Câmara está a elaborar várias candidaturas a fundos comunitários para melhorar caminhos agrícolas. “Estamos a ultimar alguns pormenores no sentido de poder conseguir mais verbas que garantam sobretudo um acesso adequado e melhor aos agricultores”.

O destino de 15 milhões

Investimento em 12 caminhos municipais.

Constinuação da construção da rede esgotos do concelho – Ramal Canhas.

Abastecimento de água potável à freguesia dos Canhas – Lombo da Piedade, Lombo do Meio e Lombo do Alho ao Sítio da Cova do Pico.

235 mil euros para as 7 associações culturais e desportivas do concelho. Esta rubrica foi reforçada com mais 50 mil euros, tendo em conta o êxito alcançado pelas diversas colectividades em 2007.

Continuação na aposta de eventos culturais. Ponta do Sol foi o primeiro Município da Cultura e Rui Marques promete não deixar de apostar nesta área.

Atribuição de uma bolsa de estudos no valor 50 euros aos cerca de 110 estudantes universitários.

in DN 30/11/2007

Advertisements

%d bloggers like this: