Avaria na ETAR está a gerar um intenso mau cheiro e afastar pessoas da baixa

Um mau cheiro com origem na Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) situada no interior do túnel da Ponta do Sol estava ontem a deixar em polvorosa os comerciantes da localidade.

As queixas sucediam-se umas atrás das outras, e inclusivamente já havia registos de reclamações de hóspedes num dos hotéis localizado no centro da Ponta do Sol.

“Se puder fazer qualquer coisa para que alguém intervenha, nós agradecíamos”.

Esta foi uma das frases mais escutadas quando alguns populares notaram a presença do DIÁRIO. “Isto é uma vergonha”, classificavam outros.

Logo que se saiu do automóvel, a aragem vinda do interior do túnel chegava a ser quase insuportável. “Não se percebe como se faz uma coisa destas aqui no centro de uma vila”, criticavam vários populares ouvidos pela nossa reportagem.

“Se nós tivéssemos alguma irregularidade no nosso estabelecimento, não tínhamos qualquer hipótese. Levávamos logo com uma multa em cima. Mas em relação a isto ninguém faz nada”, observou uma comerciante do ramo da restauração, perguntando “quem é que pode achar que isto está bom?”. Quase sem nos deixar saber o início da situação, tal era a catadupa de críticas atiradas por diferentes populares.

Uns diziam que até já tinham alertado a “Câmara da vergonha que é isto”. No entanto, “ninguém faz nada para que este mau cheiro deixe de nos incomodar”, sublinha uma outra comerciante para logo de seguida acrescentar: “há sensivelmente duas semanas que praticamente ninguém pára aqui e isso tem vindo a reflectir-se no negócio. E, claro, temos vindo a perder muitos clientes”.

ETAR foi danificada por derrocada

A gestão da ETAR está a cargo da Câmara Municipal da Ponta do Sol, que recebe apoio técnico da Secretaria Regional do Ambiente e Recursos Naturais. O DIÁRIO auscultou Rui Marques, presidente da autarquia, que nos disse que “o mau cheiro acontece devido a uma derrocada que atingiu a ETAR”.

Porém, prometeu que todos os esforços estão sendo feitos para minimizar o problema.

“Dentro de duas semanas ou até antes, já será possível que o mau cheiro deixe de se verificar”, prometeu.

Advertisements

%d bloggers like this: