VARELA, Francisco Silvestre (1883-1969)

franciscovarela.jpgNasceu na freguesia de Ponta do Sol, a 31 de Dezembro de 1883. Filho de Roque Jacinto Varela e de D. Josefa de Jesus. Casou em São Pedro, Funchal a 23 de Setembro de 1909, com D. Maria Isabel Vieira, natural de S. Pedro, filha de Manuel Augusto Vieira e de D. Maria Joana Vieira, de quem teve 3 filhos: D. Gilda Varela Paiva e Cunha, casada com João Virgílio de Paiva e Cunha, D. Lígia Ângela Varela Rodrigues, casada com o Dr. João Miranda Rodrigues, e Dr. Elmano Varela casado com D. Margarida Malheiro Varela.

Concluiu com distinção o curso no Liceu do Funchal. Matriculou-se na antiga Escola Politécnica, em Lisboa, e depois na Escola do Exército onde tirou o curso da arma de Infantaria. Obteve o posto de coronel, no qual passou a reserva em 25 de Setembro de 1942.

Foi comandante do Batalhão Independente de Infantaria n.º 19, chefe do Distrito de Recrutamento e Reserva n.º 19 do Funchal e do n.º 15 de Castelo Branco. Desempenhou o cargo de comandante militar da Madeira. Foi o primeiro presidente da câmara Municipal do Funchal depois do 28 de Maio e ali esteve desde 1927 a 1931.

Serviu em Moçambique, em comissão de serviço de 1913 a 1915 e combateu em França incorporado no Corpo Expedicionário Português na 1.- Grande Guerra Mundial (1914-1918).

Possuía valiosas condecorações, algumas por feitos em campanha. Reformou-se a 31 de Dezembro de 1953.

Realizou uma obra notável. Foram da sua iniciativa a distribuição de água potável a cidade do Funchal, o reservatório de agua de Santa Luzia, a aquisição do Palácio de S. Pedro para a Instalação da Biblioteca e do Museu Municipal, a delimitação e arborização do Montado do Barreiro.

Foi presidente do Grémio de Lavoura do Funchal (1956).

Faleceu no Funchal a 7 de Junho de 1969 com 76 anos de idade.

In CLODE, Luiz Peter, Registo Bio-Biliográfico de Madeirenses. Sécs. XIX eXX, p. 483.

Anúncios

%d bloggers like this: