Pontassolense, 0 – Lusitânia F.C., 1: Um resultado injusto

dn0401101901.jpgDecorreu ontem mais uma jornada de futebol da 2.º divisão – série B, na qual a A. D. Pontassolense não foi feliz frente ao “lanterna vermelha”, domínio avassalador na partida não concretizado acabou em derrota (injusta).

A disposição da formação visitante foi de anular todos os espaços junto da sua área, impedido o jogo transportado como o aéreo através dos cruzamentos, com uma entrega total, aplicando por vezes alguma dureza na disputa dos lances divididos, juntado uma marcação sempre que o opositor tinha a bola.

A marcação não impedido a formação da casa ao longo da etapa inicial em produzir varias situações de golo faltando a finalização, a mais evidente perto do intervalo, qunado Cobra larga o esférico Glauco remata contra o mesmo na recarga Diogo obriga este a defender para canto.

A segunda parte mostrou o Pontassolense instalado no campo contrário, mas sem golo, apesar da introdução de mais dois atacantes na equipa da casa.

Num dos raros contra ataque Cândido na esquerda cruza próximo da linha de fundo ao primeiro posto Hélder Garcia de cabeça antecipa-se a Vítor Pereira, selado uma vitória injusta, de forma desesperado os locais procuram o golo sem resultado.

Pontassolense: Vitor Pereira, Hugo Gomes (Ângelo, 78), Diogo, Humberto, Paulo Pereira, Adriano, Zeca, Gleibson, Ruben, Josivan (Mário Rondon, 62),Glauco.

Lusitânia F.C.: cobra, Hélder, Hélder Campos, Cristiano, C. Filipe, Gil, Marco, Filipe (C. Sousa, 84), Pisco (H. Garcia, 72), Zé Américo, Diogo (Cândido, 72).

Marcador: Garcia (87)

Acção disciplinar: Adriano (25), Diogo (57), Cristiano (90+5) e Marco (90+5).

Melhor em campo: Glauco

Cabinas
João Luís (treinador do Pontassolense): «É uma grande infelicidade. Tudo fizemos para vencer. Criámos muitas oportunidades de golo, mas não fomos felizes. Esta equipa tem dominado todos os jogos em casa, mas o futebol é assim».

Pedro Martins (treinador do Lusitânia F.C): «Foi uma vitória muito suada. A equipa lutou muito e com alguma sorte, conseguimos vencer, que era o que mais importante, contudo, temos que melhorar muito para o futuro».

DN 08/10/07

Anúncios

%d bloggers like this: