Exposição “A Vida a Terra o Sangue…” na Estalagem da Ponta do Sol

Patente ao público a exposição do artista plástico madeirense Trindade Vieira, na Estalagem da Ponta do Sol, no dia 28 de Julho até 31 de Outubro, distribuida pelas diferentes divisões da estalagem.

É uma nova incursão pelo mundo das artes já que, desta vez, o artista fez uma aposta em novas técnicas e materiais, optando por apresentar, nesta nova série de trabalhos, mensagens «com alguma componente política e religiosa».

Exemplo disso são os dois trabalhos que vão estar expostos à entrada da estalagem e que, de acordo com o artista, são os trabalhos mais interventivos e até «irreverentes». «Estas duas telas de grande formato questionam o tipo de paz que vivemos hoje em dia e faz-nos pensar o que será a paz afinal», refere Trindade Vieira acrescentando que é um destes trabalhos aquele que serviu de mote inspirador desta exposição de pintura. Trata-se da obra em acrílico sobre tela em caixa de luz que ganha visibilidade quanto menos luz externa houver.

Uma técnica/experiência já realizada por Trindade Vieira em algumas das suas obras mas nunca apresentada ao público madeirense. «Já cheguei a utilizar esta técnica em peças expostas no continente, contudo nunca a divulguei aqui na Madeira».

O artista madeirense dispõe de um blog http://trindadevieira.blogspot.com no qual estão os catálogos das suas obras, bem como o seu percurso artístico e exposições já realizadas.

Jornal da Madeira/Cultura/2007/07/07

Advertisements

%d bloggers like this: