Mensagem do Presidente da Câmara Municipal da Ponta do Sol

Edil da Ponta do Sol

A Ponta do Sol é um dos concelhos mais antigos da Ilha da Madeira, sendo um Município rico em História, Cultura e Tradições. 0 concelho da Ponta do Sol surgiu da existência de um povoado no século XV, que se desenvolveu muito rapidamente, graças ao seu “porto”e à fertilidade dos seus solos.


Num diploma datado de 2 de Dezembro de 1501, o Rei D. Manuel elevou o lugar da Ponta do Sol à categoria de vila, devido ao grande desenvolvimento económico e à intensa actividade mercantil proporcionada pela produção de cana sacarina. Após um período onde se destaca o intenso surto de desenvolvimento económico, resultante da actividade açucareira e apesar das plantações de cana-de-açúcar serem a base económica do concelho, a cultura de cereais, nomeadamente o trigo, começou a representar um rendimento significativo nas economias da população.

VilaAo longo destes cinco séculos de existência, a economia da Ponta do Sol registou, obviamente, diversas mutações, onde a administração, a religião e a cultura assumiram um significado marcante no decurso da história do concelho.

Actualmente, o concelho engloba três freguesias: Ponta do Sol, Canhas e Madalena do Mar. O Município regista um grande desenvolvimento cultural, económico e social, sendo uma localidade muito procurada em virtude do seu clima, das temperaturas amenas do oceano e da bonita frente-mar, juntando-se a estas o seu rico património e as belezas naturais que existem nas três freguesias do concelho. Em termos de economia, para além dos serviços de construção civil e da área turística, o Município da Ponta do Sol vive essencialmente do sector primário, através do cultivo da banana, cana-de-açúcar, criação de gado e lacticínios. Destaque ainda para a horticultura e a floricultura.

No que diz respeito ao património, na Ponta do Sol podemos encontrar igrejas, capelas, alguns solares e outros edifícios de grande valor patrimonial. Testemunhos do passado histórico do concelho, dos quais destacamos a Igreja Matriz, dos finais do século XV, na Vila da Ponta do Sol; as Capelas de Santo António e de São Sebastião, também na Vila; a Capela do Espírito Santo, do início do século XVI, na Lombada dos Esmeraldos, hoje designada de Igreja de Nossa Senhora da Conceição; Igreja de Santa Maria Madalena, localizada na freguesia da Madalena do Mar; a Casa dos Azevedos, datada do século XVIII; a Casa dos Ascendentes de John dos Passos, do final do século XIX/início do século XX; o Solar cios Esmeraldos, construído nos finais do século XV, situado na Lombada dos Esmeraldos; o Palacete dos Zinos, edificado no final do século XIX e localizado no Lugar de Baixo; o Cais da Ponta do Sol; a Ponte Real, edificada no tempo dos reis; o Monumento de Santa Teresinha do Menino Jesus, situado no sítio do Serrado da Cruz, freguesia dos Canhas, edificado na segunda metade da década de 50 do século XX; o Relógio de Água, situado no sitio da Achada e Levada do Poiso, freguesia dos Canhas, construído em 1890, entre muitos outros de grande valor patrimonial.

É com grande satisfação que a Ponta do Sol é o primeiro concelho a receber o projecto “Município da Cultura”. Um passo importantíssimo na dinamização cultural do concelho, assim como na descentralização cultural na Região Autónoma da Madeira.

Estou certo que este grande evento, para além de dinamizar o concelho contribuirá na recuperação de tradições, usos e costumes desta terra, sendo também uma forma de envolver toda a população do concelho pelas diversas actividades que farão parte deste grande evento. Por outro lado, a iniciativa “Município da Cultura” é uma mais valia, no sentido que criará sinergias entre as demais instituições culturais não só do concelho mas também dos restantes municípios da Região.

Ao longo de 2007, a Ponta do Sol, no seu conjunto – Ponta do Sol, Canhas e Madalena do Mar – vão registar uma dinâmica cultura nunca antes sentida no concelho. Uma oportunidade única para a população local, e não só, desfrutar de bons concertos, exposições, peças de teatro e outros

O “Município da Cultura” é uma forma de despertar a atenção das pessoas para eventos relacionados com a cultura e de dinamizar espaços existentes no concelho, apropriados para esse tipo dê espectáculos. Um dos aspectos a realçar, é o facto do concelho da Ponta do Sol já possuir espaces apropriados para acolhera realização desses projectos.

Por fim, uma mensagem a todos os madeirenses e visitantes. Ao longo deste ano, creio que têm ainda mais um motivo para visitar a Ponta do Sol. Para além do simples desfrutar da paisagem, de apreciar a gastronomia, ao longo de 20CÍ7 poderá também desfrutar de um bom momento cultural.

Rui Marques Presidente da Câmara Municipal da Ponta do Sol
in, Município da Cultura Ponta do Sol 2007

Advertisements

%d bloggers like this: